A Diretoria da Auditece oficiou a Fundação de Previdência Social do Estado do Ceará (Cearáprev) sobre as constantes reclamações que tem recebido de associados relatando dificuldades em realizar o recadastramento e a prova de vida por meio do aplicativo Cearáprev On-line. As informações dão conta das excessivas apresentações de erros (bugs) da plataforma desenvolvida por esta Fundação, chegando, em diversos casos a não efetuarem o procedimento. 

Neste sentido, o documento ainda aborda relatos de mais dificuldades, visto que ao não conseguirem realizar o recadastramento e a prova de vida por meio do aplicativo, os servidores buscam o contato direto com a Cearáprev via telefone, contudo, os números disponibilizados não atendem. Outra questão relatada por associados é o longo período de espera para se conseguir atendimento agendado. 

Tendo em conta que as dificudades apresentadas podem ocasionar considerável evasão na realização do recadastramento e prova de vida e, considerando ainda que a efetivação do procedimento é obrigatório podendo acarretar bloqueio dos salários dos servidores estaduais, a Auditece solicitou uma previsão, com agilidade, para que os problemas detectados sejam solucionados.

Leia a íntegra do ofício em auditece.org.br/arearestrita