Um corte de R$ 10 bilhões a R$ 20 bilhões do Orçamento de 2021 está sendo previsto pelo Governo Federal. O objetivo é se manter dentro do teto de gastos. O Planalto se viu diante da necessidade de ajustar as contas depois do crescimento das despesas obrigatórias, como aposentadorias e benefícios sociais.

Os valores estão ajustados conforme a inflação, que cresceu no 2º semestre de 2020. A expectativa do mercado é que o IPCA (índice oficial de inflação) seja de 4,4% no fim do ano.

Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, publicada na terça-feira, 22, os valores que o governo espera conseguir cortar ainda são preliminares. Técnicos do Ministério da Economia estão analisando a proposta de Orçamento para tentar remanejar algumas despesas e ver de quais áreas é possível cortar gastos.

Fonte: Focus.Jor