Tendo em vista que a Secretaria da Fazenda disponibilizou aos seus servidores o documento denominado “Autodeclaração de Servidor – Grupo de Risco – Novo Coronavírus (COVID-19)”, visando o consentimento do servidor para o retorno ao trabalho presencial, a Auditece solicitou à Administração Fazendária esclarecimentos sobre os procedimentos que serão adotados para os servidores que estejam no grupo de risco para infecção pelo COVID-19 ou que convivam / residam com pessoas que se enquadram nessas condições e desejem permanecer no regime de teletrabalho.

No documento, a entidade ainda questionou à titular da pasta se, no momento, estuda-se a possibilidade de regulamentar a atividade na modalidade home-office aos servidores que desejem permanecer neste modelo de trabalho até que o contexto pandêmico seja finalizado.

A Diretoria da Auditece também ratificou que a manifestação da Administração Fazendária acerca dos pontos elencados é fundamental para garantir que os servidores estejam resguardados quanto às condições sanitárias adequadas ao retorno das atividades.