A iniciativa da Auditece de entregar ao governador Camilo Santana um conjunto de 20 medidas para otimizar a arrecadação estadual, sem aumento de impostos, repercutiu novamente na imprensa local. O Otimista divulgou na sua edição impressa e no portal, matéria em que elenca as duas dezenas de sugestões da Associação nesta sexta-feira (19).

"Acreditamos que podemos formar um diálogo com o governo e agir de forma proativa para que o Estado consiga recuperar a capacidade de cumprir com as suas obrigações”, explicou o diretor executivo, Juracy Soares, em entrevista à jornalista Helaine Oliveira.

No documento, entre as alternativas apresentadas estão a de cadastrar 100% de emissores de comprovantes de cartões de crédito/débito junto ao Fisco estadual e/ou municipal. “Por exemplo, quando você vai ao supermercado e realiza o pagamento da sua compra, você recebe o cupom do cartão de crédito e o cupom fiscal. São operações combinadas e uma parte da sua compra vai como imposto. Já quando você pede uma pizza em casa, por exemplo, nem sempre o seu pedido chega com uma nota fiscal. Então o que a gente recomenda é que todos sejam cobrados pelo Estado de forma igual e se for criado um cadastro de 100% dos emissores de comprovantes de cartões, irá aumentar a arrecadação e não teremos um sendo cobrado pelo governo e outro não”, aponta Juracy.

Leia a íntegra da reportagem no portal: https://www.ootimista.com.br/economia/ceara-foi-o-estado-que-mais-deixou-de-arrecadar-no-brasil/

Confira também a edição impressa: https://www.ootimista.com.br/3d-flip-book/o-otimista-edicao-impressa-de-19-06-2020/