Nesta quinta-feira (29), a PEC que adia o aumento do teto salarial de servidores foi aprovada na Assembleia em tempo recorde. Há propostas de deputados, porém, que tramitam no Legislativo desde 2015. Parlamentares prometem limpar a pauta de votação até o início do recesso, no mês de dezembro

Além de terem sugerido e aprovado projetos com pouca relevância para a população na atual legislatura, os deputados estaduais têm deixado a desejar quando o assunto é tramitação de propostas de autoria parlamentar na Assembleia Legislativa. Por outro lado, projetos de autoria do Executivo Estadual tramitam de forma célere na Casa, caso da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) aprovada ontem, que adia em dois anos - para 2020 - o reajuste do teto remuneratório de servidores do Estado.

Compartilhe:

  • Compartilhar